A importância do core no CrossFit

Os principais movimentos do CrossFit são todos compostos - squat, deadlift, thrusters, pull-ups, toes-to-bar, clean & jerk só para mencionar alguns - o que significa que a parte superior e a parte inferior do nosso corpo têm que estar sincronizadas. E o que é liga estas duas partes? O core.

A maior parte dos movimentos no CrossFit parte do core. E caso o nosso core seja fraco, os nossos movimentos não vão ser os melhores, nem vamos conseguir aumentar as cargas sem que o risco de lesão aumente também.


E o que é core? Engana-se quem pensa que são só os abdominais. O core é composto por mais de 20 músculos , entre a nossa lombar, estômago e anca. Entre outros, inclui glúteos, lombar, abdominais e oblíquos.

E como é que um core forte nos pode ajudar no CrossFit?


  1. Vai dar-te um maior equilíbrio no corpo - onde não precisas de compensar a falta de força em determinado grupo muscular.

  2. Vais ajudar-te a controlar os movimentos funcionais - como agachar, empurrar ou puxar. Vais ter mais controlo e consciência corporal.

  3. Vai reduzir o risco de lesão. E oportunidade de subir pesos constantemente.



Nas nossa aulas, seja no skill ou no trabalho acessório, é muito comum encontrares trabalho de core que não sejam apenas sit-ups ou toes-to-bar. Aqui fica um exemplo:

3 rondas de

30 segundos de treino/ 15 segundos descanso | Total: 9 minutos.

  1. L-sit

  2. Bear Hug

  3. Plank shoot through

  4. Dead Bug

No CrossFit Leça da Palmeira, vais encontrar aulas bem programadas e planeadas de forma a que, não só possas evoluir a cada semana, como também consigas diminuir dores crónicas e melhorar qualidade de vida.


Marca o teu primeiro treino aqui.



Dário Pinto

Head Coach & Owner CrossFit Leça da Palmeira



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo